10 de agosto de 2009

LEVIATÃ - POLÍCIA INTELIGÊNCIA

video

Que Polícia é essa?? Isso é Inteligência !!!!! Espetacular ação da DRACO....

Leviatã é o livro mais famoso do filósofo inglês Thomas Hobbes, publicado em 1651. Hobbes alega serem os humanos egoístas por natureza. Com essa natureza tenderiam a guerrear entre si, todos contra todos.

Hobbes faz um esforço de análise da sociedade partindo da dissecação dos seus componentes básicos, o Homem e as suas sensações. Ele trabalha inicialmente com uma série de definições, em uma tentativa de criar axiomas da humanidade à semelhança dos que existem na geometria. Define as várias paixões e sentimentos de maneira impessoal e com base em princípios científicos (da época, lembremos que Hobbes viveu no séc. XVII).

Hobbes descreve o Homem em seu Estado Natural como egoísta, egocêntrico e inseguro. Ele não conhece leis e não tem conceito de justiça; ele somente segue os ditames de suas paixões e desejos temperados com algumas sugestões de sua razão natural

Onde não existe governo ou lei, os homens naturalmente caem em "discórdia".

Desde que os recursos são limitados, ali haverá "competição", que leva ao medo, à inveja e a disputa. Semeada a "desconfiança", perde-se a segurança de confiar no próximo. Na busca pela "glória", derruba-se os outros pelas costas, já que, para Hobbes, os homens são iguais nas capacidades e na expectativa de êxito, nenhuma pessoa ou nenhum grupo pode, com segurança, reter o poder. Assim sendo, o conflito é perpétuo, e "cada homem é inimigo de outro homem". Nesse estado de guerra nada de bom pode surgir. Enquanto cada um se concentra na autodefesa e na conquista, o trabalho produtivo é impossível.

Nenhum comentário: