2 de novembro de 2009

Abutres com instinto universitário! Perplexos estão os normais!

O Caso Geisy nos faz refletir sobre o estado de guerra em que a sociedade juvenil vive. Por que razões aqueles jovens teriam que soltar seus cachorros em cima daquela moça? Qual a motivação? que reação descontrolada ? em que mundo as pessoas perdem seus limites? Ainda que houvesse motivos ocultos, como se portaram tais pessoas? Na reflexão cotidiana, aquela de botequim, viu-se em princípio que nossos limites são apenas verniz, que nossa moralidade é fruto da despersonalização dessa sociedade agressiva que não respeita os seus pares; a fragilidade de que em certos momentos somos presas no matadouro, por uma raiva incontida, que as vezes não tem motivos justos; insatisfação do além, negócios mal sucedidos, enfim, tudo de mais perverso que possa existir, não se justifica nada, ou melhor, quase nada.
Uma multidão enraivecida e olhando o circo pegar fogo! espectadores atentos aguardando o pior, se sobrasse alguma carne , por que não comê-la? Pareciam abutres no matadouro, enlouquecidos pela carne vermelha da cor do vestido de Geisy; Ainda nos resta uma solução, aniquilar a todos os sentimentos neo-globalizados, voltar às origens do respeito e da solidariedade, da compaixão e da negação da violência! Perplexo, estamos nós os normais.
video

Nenhum comentário: