4 de julho de 2009

O Sistema Carcerário e os seus 3 Rs...

A Recuperação , a Regeneração e a Ressocialização dos encarcerados ? O sistema carcerário ainda é uma questão não discutida com a a sociedade, que só se dá conta da sua existência quando, alguém de alta periculosidade se evade ou quando a própria sociedade clama pela segregação de alguém perigoso e nefasto ao convívio social normal...pois nós os incluídos somos normais, eles...os desviados, são anormais.
No sistema atual, sito um discurso do então "professor" como era chamado Willian.sintetizava as coisas.... Pouco ar, e pelas frestas, luzes da cidade, pedaços de transeuntes, corpos imaginados, imagens fugidias que nos recordam a vida em liberdade. Usinas soam e tudo parece novo. Não fosse uma simples chapa de ferro, estaria imerso na vida. Meu nome é Willian da Silva Lima, tenho 61 anos, já cumpri 36 anos prisão, nunca tive vulgo. “Professor” foi a polícia que colocou. Sou conhecido simplesmente como Willian.
Neste relato, podemos entender ao qual sistema carcerário o cenário brasileiro se eternizou, um pouco de falta de percepção e um pouco de promessa de futuro. O cenário obscuro e maldito é a realidade de quase 500 mil encarcerados , excluídos ...
" De que adiantam as garantistas e humanistas teorizações iluministas e constitucionalistas se não há juízes, delegados, policiais, operadores jurídicos e cidadãos aptos a corajosamente honrá-las? Condenar uma mulher que subtrai chicletes (que valem menos de cem reais) a dois anos de cadeia, francamente, é um ato, sobretudo, de desamor, porque o amor é o que liga as virtudes longínquas (esperança) com as próximas (caridade, benevolência). São Paulo, o Apóstolo (citado por DaMatta), disse: de nada vale o sino do melhor metal, se no seu som não há amor (ao próximo, especialmente)." este artigo, foi retirado do site http://www.novacriminologia.com.br/ do prof. Lélio Braga, que cita o artigo do prof. Luiz Flávio Gomes, sobre a condenação de uma mulher a dois anos e meio de detenção por ter subtraído algumas caixas de chiclete no valor total de R$98,80... O que pensar desse caso? como podemos entender a disposição judicial deste Magistrado.
PENANDO SEM ALMA!
A Recuperação , a Regeneração e a Ressocialização dos encarcerados ? O sistema carcerário ainda é uma questão não discutida com a sociedade, que só se dá conta da sua existência quando, alguém de alta periculosidade se evade ou quando a própria sociedade clama pela segregação de alguém perigoso e nefasto ao convívio social normal...pois nós os incluídos somos normais, eles...os desviados, são anormais.No que tange a religião propriamente dita, podemos pensar que, a existência de uma discussão do interior que de fato o é, a partir de uma discussão pouco convencional de que a mexida na alma do condenado poderia sacudir seu olhar sobre a sociedade e o crime que cometeu. Não refletir sobre o interior do condenado é jogar forças e dinheiro ao vento, pois não há nada melhor que trabalhar na alma do apenado, pois seu isso viveria ela penando sem alma, pois a RECUPERAÇÃO é algo do sitema penitenciário, que inclui todos os mecanismos , a RESSOCIALIZAÇÃO é a reinserção do custodiado no seu habitat natural, obviamente, esse seria o melhor modelo para o exemplo da "volta por cima" a carência de bons exemplos são vistos como anomalias numa sociedade com virtudes deturpadas. A REGENERAÇÃO é algo do interior, mexe com as estruturas, rearruma os pensamentos e esquadrinha o coração, faz pensar no caminho certo e no errado como uma volta ao passado. Nesta esteira, o re ligare com Deus é a fonte, a essência que faltava, ou melhor, esquecida é uma virada de 45 graus, o realhinhamento no foco da vida, ou seja, o caminho da virtude...

video video

Hoje conversando com uma amigo que esteve a frente por dois anos da Colônia agrícola no Rio de Janeiro, este me disse que, existem 4 pilares de sustentação: a FAMÍLIA , o TRABALHO , o ENSINO e a RELIGIÃO.

Nenhum comentário: